A RELAÇÃO ENTRE O GRAU DE SUCESSO EM PROJETOS E OS FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO PARA GERENCIAMENTO EM PROJETOS (FCSGP): UM ESTUDO NO SETOR HOTELEIRO DE FOZ DO IGUAÇU

Ana Cristina Rempel de Oliveira, Elói Junior Damke

Resumen


Durante décadas pesquisadores tem discutido o que define um projeto de sucesso. Apesar da avaliação do desempenho dos projetos ser importante, é também fundamental conhecer quais são as condições necessárias para que se possa ter um ambiente propício para o desenvolvimento de projetos de sucesso. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa é analisar as associações entre o grau de sucesso obtido nos projetos dos hotéis de Foz do Iguaçu, e os níveis de existência de fatores críticos de sucesso para Gerenciamento de Projetos (FCSGP). Dados levantados através de um survey junto a uma amostra de 51 projetos revelaram a existência de correlações significativas entre o grau de sucesso dos projetos e o nível de existência dos FCSGP nos hotéis pesquisados, com destaque especial para a “Capacidade e disponibilidade de RH”, “Utilizar Lições Aprendidas” e, “Realizar Apresentações formais do PMO”como as correlações mais fortes e moderadas, respectivamente.


Palabras clave


Gerenciamento de Projetos; Fatores Críticos de Sucesso em Projetos; Projetos de Sucesso; Hoteís; Foz do Iguaçu.

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


(1) Alves, R. O., Costa, H. G., Quelhas, O. L. G., da Silva, L. E., & Pimentel, L. B. (2013). Melhores práticas em implantação de escritório de gerenciamento de projeto: desenvolvimento de referenciais de sucesso. Production, 23(3), 582-594.

(2) Andersen, B., Henriksen, B., & Aarseth, W. (2007). Benchmarking of project management office establishment: Extracting best practices. Journal of Management in Engineering, 23(2), 97-104.

(3) Amaru Maximiano, A. C., & Anselmo, J. L. (2006). Escritório de gerenciamento de projetos: um estudo de caso. Revista de Administração-RAUSP, 41(4).

(4) Aubry, M., Müller, R., Hobbs, B., & Blomquist, T. (2010). Project management offices in transition. International Journal of Project Management, 28(8), 766-778.

(5) Bahia, F. D., & de Farias Filho, J. R. (2010). Analise de criterios de sucesso em projetos de engenharia, suprimentos e construcao (EPC). Revista de Gestão e Projetos-GeP, 1(2), 49-67.

(6) Belassi, W., & Tukel, O. I. (1996). A new framework for determining critical success/failure factors in projects. International journal of project management, 14(3), 141-151.

(7) Brodbeck, Â. F., Dottori, C. E., & Hoppen, N. (2011). Fatores críticos de sucesso e valor estratégico da implementação de uma metodologia formal de projetos de sistemas em uma empresa de distribuição de medicamentos. REGE-Revista de Gestão, 18(2), 275-293.

(8) Carvalho, K. E. M., & Piscopo, M. R. (2014). Fatores de sucesso da implantação de um PMO: um caso na administração pública. Revista Gestão & Tecnologia, 14(3), 56-78.

(9) Carvalho, L. Os destinos brasileiros mais visitados pelos estrangeiros. (2014). Exame. http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/os-destinos-brasileiros-mais-visitados-pelos-estrangeiros/ Acessado 16.05. 2017.

(10) Carvalho, M. M., & Junior, R. R. (2009). Construindo competências para gerenciar projetos: teoria e casos. Atlas.

(11) Certo, S. C. (2003). Administração Moderna. 9ª edição.

(12) Cronbach, L. J., & Shavelson, R. J. (2004). My current thoughts on coefficient alpha and successor procedures. Educational and psychological measurement, 64(3), 391-418.

(13) Davis, K. (2014). Different stakeholder groups and their perceptions of project success. International Journal of Project Management, 32(2), 189-201.

(14) Desouza, K. C., & Evaristo, J. R. (2006). Project management offices: A case of knowledge-based archetypes. International Journal of Information Management, 26(5), 414-423.

(15) Duarte, V. (1976). Administração de sistemas hoteleiros: conceitos básicos. São Paulo: Ed. SENAC, 1996.

(16) Shenhar, A. J., Tishler, A., Dvir, D., Lipovetsky, S., & Lechler, T. (2002). Refining the search for project success factors: a multivariate, typological approach. R&d Management, 32(2), 111-126.

(17) Dvir, D., Lipovetsky, S., Shenhar, A., & Tishler, A. (1998). In search of project classification: a non-universal approach to project success factors. Research policy, 27(9), 915-935.

(18) Engle, P. (2005). The project management office. Industrial engineer, 37(1), 20-21.

(19) G1. Parque hoteleiro de Foz do Iguaçu receberá 4 mil novos leitos até 2014.(2013). http://g1.globo.com/pr/oeste-sudoeste/noticia/2013/03/parque-hoteleiro-de-foz-do-iguacu-recebera-4-mil-novos-leitos-ate-2014.html Acessado 16.05. 2017.

(20) Gil, A. C. (2009). Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. Editora Atlas SA.

(21) Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., Anderson, R. E., & Tatham, R. L. (2009). Análise multivariada de dados. Bookman Editora.

(22) Hill, G. M. (2004). Evolving the project management office: a competency continuum. Information Systems Management, 21(4), 45-51.

(23) Hobbs, B., & Aubry, M. (2007). A multi-phase research program investigating project management offices (PMOs): the results of phase 1. Project Management Quarterly, 38(1), 74.

(24) Massukado, M. S., & Teixeira, R. M. (2008). Políticas públicas, recursos turísticos e recursos organizacionais: o caso de Foz do Iguaçu, Paraná. Turismo-Visão e Ação, 8(2), 201-222.

(25) Kerzner, H. (2013). Project management: a systems approach to planning, scheduling, and controlling. John Wiley & Sons.

(26) Kerzner, H. (2016). Gestão de Projetos-: As Melhores Práticas. Bookman Editora.

(27) Kerzner, H., & Saladis, F. P. (2009). Gerenciamento de Projetos Orientado pelo Valor. Bookman Editora.

(28) Kloppenborg, T. J., & Opfer, W. A. (2002). The current state of project management research: trends, interpretations, and predictions. Project Management Journal, 33(2), 5-18.

(29) Lester, D. H. (1998). Critical success factors for new product development. Research-Technology Management, 41(1), 36-43.

(30) Malhotra, N. K. (2012). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Bookman Editora.

(31) Mattar, F. N. (2013). Pesquisa de marketing-edição compacta (Vol. 5). Elsevier Brasil.

(32) Morioka, S., & Carvalho, M. M. D. (2014). Análise de fatores críticos de sucesso de projetos: um estudo de caso no setor varejista. Produção, 24(1), 132-143.

(33) Müller, R., & Turner, R. (2007). The influence of project managers on project success criteria and project success by type of project. European management journal, 25(4), 298-309.

(34) Nokes, S., & Kelly, S. (2012). O Guia Definitivo do Gerenciamento de projetos: como alcançar resultados dentro do prazo e do orçamento.

(35) Bronzatti, G. D. B. N. (2013). A influencia das caracteristicas do gestor no sucesso da gestao de projetos. Revista de Gestão e Projetos, 4(1), 77.

(36) Nunnally, J. C. (1967). Psychometric theory.

(37) Pinto, J. K., & Prescott, J. E. (1990). Planning and tactical factors in the project implementation process. Journal of Management studies, 27(3), 305-327.

(38) PMBOK, G. (2013). Um guia do conhecimento em gerenciamento de projetos.Rio de Janeiro: Project Management Institute.

(39) Rabechini Jr, R., Carvalho, M. M., & Laurindo, F. J. B. (2002). Fatores críticos para implementação de gerenciamento por projetos: o caso de uma organização de pesquisa. Revista Produção, 12(2), 28-41.

(40) Raupp, F. M., & Beuren, I. M. (2009). Metodologia da pesquisa aplicável às ciências sociais. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática, 3, 76-97.

(41) Richardson, R. J. (1999). Pesquisa social. São Paulo: Atlas, 3.

(42) Russo, R. D. F. S. M., Ruiz, J. M., & Da Cunha, R. P. (2005).

Liderança e influência nas fases da gestão de projetos. Production, 15(3), 362-375.

(43) Russo, R. F. S. M., & Sbragia, R. (2007). Tendência empreendedora do gerente: uma análise de sua relevância para o sucesso de projetos inovadores. Gestão & Produção, 14(3), 581-593.

(44) Schelp, M. X. (2003). Implantação de Escritórios de Gerenciamento de Projetos: estudo de caso em uma empresa do setor de autopeças. In Congresso Ibero-Americano de Gerência de Projetos (Vol. 4). São Paulo.

(45) Schumacker, R. E., & Lomax, R. G. (2004). A beginner's guide to structural equation modeling. Psychology Press.

(46) Shenhar, A. J., & Dvir, D. (2007). Reinventing project management: the diamond approach to successful growth and innovation. Harvard Business Review Press.

(47) Tarapanoff, K., & Gregolin, J. A. R. (2002). Inteligência organizacional e competitiva. Ciência da Informação, 31(3), 108-109.

(48) Turner, J. R. (2004). Five necessary conditions for project success.

(49) Valeriano, D. L. (2007). Moderno gerenciamento de projetos. Pearson Prentice Hall.

(50) Vargas, R. V. Gerenciamento de projetos: estabelecendo diferenciais competitivos, Rio de Janeiro: Brasport, 2016, 250p. ISBN 8574522082.

(51) Vargas, R. V. (2009). Manual prático do plano de projetos. Brasport.

(52) Vezzoni, G., Júnior, A. C. P., Junior, A. L. B., & da Silva, S. L. (2013). Identificação e análise de fatores críticos de sucesso em projetos. Revista de Gestão e Projetos, 4(1), 116.

(53) Scott-Young, C., & Samson, D. (2008). Project success and project team management: Evidence from capital projects in the process industries. Journal of Operations Management, 26(6),749-766.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Iberoamerican Journal of Project Management (IJoPM). ISSN 2346-9161(Online). www.ijopm.org. Correo: journal.ijopm@gmail.com.

Recomendamos utilizar el navegador Google Chrome. Recomendamos o uso do navegador Google Chrome. Recommend using the Google Chrome browser.