A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE ESTOQUES E DA PREVISÃO DE DEMANDA EM LOJAS VIRTUAIS

Thaís Vieira Silva, Marlucy Castor da Silva, Joao Gilberto Mendes dos Reis

Resumen


Atualmente os influenciadores digitais tem papel importante na vida de muitas pessoas ditando tendências, consumo e comportamento. Nesse sentido, esses influenciadores tornam-se atrativos as empresas para venda de seus produtos e ao mesmo tempo eles podem comercializar diversos itens relativos à sua imagem, como canecas, camisetas, pôsteres etc., principalmente via Internet. O objetivo geral deste artigo foi estudar e analisar a gestão de estoque e a previsão de demanda para produtos de duas lojas virtuais, de dois importantes influenciadores digitais brasileiros, que são administrados por agência de marketing e conteúdo. Foram analisados os dados de venda dos principais produtos e utilizados métodos de previsão de demanda, para validar a efetividade do comércio desses itens. Os resultados apresentaram que a dificuldade da empresa de gestão de conteúdo em prever a demanda, aliada a um custo alto de comercialização dos produtos levou ao fechamento das lojas virtuais e a perda monetária em estoque não vendido.


Palabras clave


Gestão de Estoque, Previsão de Demanda; Internet; Comércio Eletrônico; (1) FELIPINI, D. “Empreendedorismo na internet: Como agarrar essa nova oportunidade”. 3. ed. São Paulo: LeBooks, 2012. (2) MARTINS, C. F.; ALMEIDA, L. C. Processo de decisão de compra:

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


(1) FELIPINI, D. “Empreendedorismo na internet: Como agarrar essa nova oportunidade”. 3. ed. São Paulo: LeBooks, 2012.

(2) MARTINS, C. F.; ALMEIDA, L. C. Processo de decisão de compra: Um estudo de caso sobre os fatores que influenciam a compra do consumidor virtual no munícipio de Campos de Goytacazes. Campos de Goytacazes: IFFluminense, 2017.

(3) MORAES, A. F. “E-commerce: Uma análise acerca do perfil do acadêmico da UFMA enquanto e-consumidor”. Bacanga: UFMA, 2018.

(4) CHAFFEY, D. “Gestão de E-Business e E-Commerce: Estratégia, Implementação e Prática”. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017.

(5) BALLOU, R. H. “Gerenciamento da cadeia de suprimentos/logística empresarial”. 5 ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

(6) BUCCHIANERI, J. R.; COELHO, C. J. “Gestão de estoques auxiliado pela simulação de Monte Carlo”. Porto Alegre: UFRGS, 2014.

(7) GOMES, C. F. S. “Gestão da cadeia de suprimentos integrada à tecnologia da informação”. São Paulo: Cengage Learning Editores, 2004.

(8) AYRES, A. de P. S. Gestão de logística e operações. São Paulo: IESDE BRASIL AS, 2009.

(9) BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J.; COOPER, M. B.; BOWERSOX, J. C. “Gestão logística da cadeia de suprimentos”. Porto Alegre: Bookman, 2015.

(10) COBRA, M. “Administração de Marketing no Brasil”. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 3º edição, 2009.

(11) DIAS, M. A. P. “Administração de Materias: Uma abordagem Logística”. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

(12) BRANDALISE, L. “Administração de materiais e logística”. 1 ed. Porto Alegre: Simplíssimo, 2017.

(13) PEINADO, J.; GRAEML, A. R. “Administração da produção. Operações industriais e de serviços’. Curitiba: Unicemp, 2007.


Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Iberoamerican Journal of Project Management (IJoPM). ISSN 2346-9161(Online). www.ijopm.org. Correo: journal.ijopm@gmail.com.

Recomendamos utilizar el navegador Google Chrome. Recomendamos o uso do navegador Google Chrome. Recommend using the Google Chrome browser.